Notícias

Impulsionamento nas redes sociais: Entenda como funciona e qual a diferença para o anúncio
Além das postagens normais (chamadas orgânicas) e dos anúncios, também é possível utilizar outro recurso na hora de publicar nas redes sociais, o impulsionamento. Ele é considerado uma opção valiosa para causar impacto no público-alvo da página.
Já não é mais novidade a importância da presença digital para uma marca, e também de saber como fortalecê-la. Para isso, é preciso estar nas plataformas mais utilizadas pelos usuários, sendo visto, lembrado e estabelecendo autoridade no seu segmento de mercado.
Um recurso que pode ajudar muito nessa tarefa é o impulsionamento das publicações dentro desses canais. Com ele, é possível impactar uma audiência ainda maior, fortalecendo o reconhecimento da marca e chegando a mais pessoas.

Mas afinal, o que é impulsionamento?
O impulsionamento nas redes sociais, como Facebook e Instagram, consiste no aumento do alcance original de uma publicação. Em vez de impactar apenas um número restrito de usuários que seguem ou curtem uma página, o impulsionamento permite que a postagem seja exibida para mais possíveis interessados.
Isso ocorre porque as plataformas têm uma limitação para o tráfego orgânico, ou seja, para os acessos às postagens não pagas. Essa limitação diminui o alcance das publicações, que acabam sendo vistas por um número menor de usuários.
E como no marketing digital é preciso fazer com que a sua marca apareça, o impulsionamento é um método simples de fazer isso e potencializar as postagens, conseguindo mais reações, comentários e compartilhamentos, e não apenas dos usuários que já seguem a página, mas também de quem nunca ouviu falar sobre a sua empresa.

Diferença entre anúncio e impulsionamento
E na prática, quais são as diferenças entre criar uma campanha com anúncios e impulsionar uma publicação? A principal delas é o objetivo final. O anúncio foca nas conversões, enquanto o impulsionamento busca mais engajamento e alcance.
Geralmente, o anúncio é utilizado com um objetivo específico para determinada campanha, como vender um produto ou serviço, por exemplo. Já o impulsionamento torna uma publicação mais impactante, aumentando o seu alcance. Essa última estratégia é mais utilizada para quem busca se posicionar dentro do segmento de mercado e tornar sua marca mais conhecida.
Outra diferença é que é possível criar vários anúncios ao mesmo tempo, enquanto o impulsionamento só funciona com um post por vez. Também há diferenças nas configurações, pois o anúncio tem mais opções de segmentação, podendo ser ainda mais direcionado. E, por último, também possuem diferença na exposição, o impulsionamento vai aparecer apenas no feed e o outro pode aparecer também nas laterais.

Quais as vantagens do impulsionamento?
Todas as ferramentas possuem benefícios e podem ajudar em diferentes objetivos. Por isso é importante conhecer bem todas elas e entender qual é a mais adequada para cada momento do seu planejamento.

Mais usuários impactados
O impulsionamento tem a possibilidade de impactar mais usuários, pois, como já visto, o alcance orgânico é limitado e, por isso, alguns posts precisam ser potencializados para ter um resultado melhor. Com o impulsionamento, até mesmo quem não curte ou segue a página pode ver a publicação e conhecer um pouco mais sobre a empresa, marca, produto ou serviço.

Mais precisão no alcance
Uma publicação impulsionada não vai ser mostrada para todas as pessoas, pois é possível segmentar o impulsionamento, direcionando-o especificamente para quem realmente tem chances de se interessar pelo conteúdo.

Mais engajamento
Um dos principais desafios nas redes sociais é manter o público engajado, ou seja, curtindo, comentando, compartilhando e salvando. Ao impulsionar uma postagem, as chances de acontecer essa interação se tornam muito maiores, pois a segmentação faz com que a publicação chegue a um público que esteja mais interessado no assunto.

Fortalecimento da presença digital
Como resultado da soma de todos os fatores já citados, temos mais um benefício: a presença digital. Para se destacar e conseguir vender mais em um cenário cada vez mais competitivo, é preciso ser conhecido e reconhecido. Com mais alcance, precisão e engajamento, consequentemente, a marca começa a se estabelecer como uma autoridade dentro do segmento.
Como impulsionar uma publicação?
Depois de entender o que é impulsionamento e como ele pode ajudar na melhora dos resultados no marketing digital, agora é hora de colocar a mão na massa com algumas dicas práticas para impulsionar as publicações de forma efetiva e aproveitar os benefícios dessa ferramenta para fortalecer a presença digital da sua empresa.

Escolha da publicação: O primeiro passo é definir uma publicação que seja relevante para o seu objetivo, escolhendo o conteúdo mais indicado para impactar o público desejado.

Objetivo e o público: Para fazer a escolha e desenvolvimento do conteúdo de forma certeira, é fundamental ter bem definido qual é o objetivo do impulsionamento, ou seja, o que ele deve resultar para a sua página.
Com isso claro, deve ser selecionado o público. Essa tarefa é muito importante, pois a segmentação é o que vai garantir a eficácia do impulsionamento. Quanto melhor for a definição do público, maiores são as chances do investimento trazer o resultado esperado.
Aqui é possível escolher o público por meio da localização, sexo, idade e interesses. Então é importante também conhecer bem o seu público.

Investimento e duração: Por último é preciso fazer a definição do investimento e de quanto tempo a publicação impulsionada ficará no ar. A própria rede social oferece uma espécie de simulador para que você tenha uma ideia de quais são os recursos necessários para aumentar o alcance e gerar o impacto esperado na sua audiência.

Acompanhamento: Mesmo depois de colocar a ação no ar, o trabalho ainda não acabou. Um dos principais benefícios do marketing digital é a possibilidade de monitoramento e análise dos resultados.

Então, a dica é acompanhar de perto as métricas e indicadores, principalmente aquelas relacionadas ao objetivo. Assim é possível descobrir o que funciona melhor, o que causou impacto e quais formatos não são tão eficientes. Fazer testes e adaptações é fundamental para otimizar ainda mais as ações nas redes sociais e gerar melhores resultados.
VOLTAR PARA O INÍCIO